Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pés na Terra, Cabeça na lua

Para ler e sentir.

Pés na Terra, Cabeça na lua

Para ler e sentir.

Autenticidade e Aceitação

WhatsApp Image 2021-03-12 at 09.08.44.jpeg

Bom dia pessoas do bem 

 

Hoje venho falar sobre Autenticidade e Aceitação.

É uma temática bastante interessante. Estas duas palavrinhas estão muito ligadas, e por norma onde uma ia, a outra deveria acompanhar. 

Em primeiro lugar vem a Autenticidade.

Ora, que dizer sobre esta?

Hmmmm... fácil. Todos nós somos seres únicos. Iguais a nós próprios apenas. Na verdade, apesar de todos sermos um, não existe ninguém totalmente igual a ninguém - só na matéria. Haverá sempre algo que nos torna únicos, tanto na aparência, como na personalidade. É bom estarmos conectados com a nossa essência para podermos usufruir da mesma. A partir do momento em que me conheço, sei quais são as minhas qualidades e defeitos, sei o que me faz brilhar, e o que me faz esmorecer. 

Então, porque é que vejo tanta gente por aí a tentar ser o que não é? Tantas cópias e tão poucos originais? Caminho pelas redes sociais e vejo muita espiritualidade sim, mas muitas vezes sinto que não é autêntica. Os conteúdos acabam por ser muito semelhantes, muitas vezes quase em estilo cópia. Não tenho nada contra, atenção, só acho que todos temos a nossa essência, todos somos especiais, e todos temos algo a acrescentar. Porque não usar essa autenticidade como uma oportunidade? É ela que nos diferencia, e que nos torna especiais.

Muitas vezes isto está relacionado com um segundo tópico: Aceitação.

Existe algum medo de arriscar, medo de não ser aceite, medo de ser julgado que nos vai consumindo. Acabamos por ser escravos desse mesmo medo. E ele faz de nós aquilo que quer. Usa-nos como lhe apetece.

Esse medo de não ser aceite acaba por engolir a autenticidade e fazer dela seu alimento. Esse medo alimenta-se da autenticidade. Enquanto estivermos sob o seu "domínio", não conseguimos ser autênticos. Não conseguimos sair da zona de conforto. Só temos a capacidade de copiar aquilo que vemos que já sabemos que resulta. Existe uma voz interior demasiado audível que nos remete para a possibilidade de falhar, e de a nossa autenticidade ser uma piada por parte de outros.

Esta é uma luta bastante comum, sim. Até pela forma como a nossa sociedade foi evoluindo. Quase que premiava as cópias, a standardização e a banalidade em detrimento de tudo o que é original, diferente, autêntico. 

No entanto, tudo está a mudar. Estamos a entrar na Era de Aquário. Igualdade, fraternidade, autenticidade são alguns dos seus valores. 

Está na hora de usar a nossa própria voz e honrar a nossa própria essência. Agir em conformidade com ela. Aceitá-la, abraçá-la e amá-la. É hora de olhar para dentro, de trabalhar o autoconhecimento, expandi-lo.

"The truth will set you free" - And it will!

 

Love,

Di

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub