Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pés na Terra, Cabeça na lua

Para ler e sentir.

Pés na Terra, Cabeça na lua

Para ler e sentir.

Para as Mulheres

 

Mulheres

 

Mulheres voem por favor. Sigam os vossos sonhos. Não acreditem em limitações como um fim pois elas existem sempre, mas o destino está lá à frente.

E acima de tudo unam-se. Não tenham tanta inveja umas das outras nem pensem que todas as outras têm inveja de vocês e só vos querem mal. Mulheres que julgam mulheres também julgam homens certamente.

Hoje em dia finalmente vê-se uma maior união entre as mulheres e por conseguinte também se vêm os resultados positivos que isso tem gerado, por exemplo na exposição dos casos de abuso sexual em Hollywood.

O mundo é nosso, somos nós que fazemos as gerações avançar e isso também ninguém pode negar. Temos o poder da mudança.

Só o nosso poder de observação e a nossa atenção ao detalhe fazem com que certas coisas sejam feitas tão bem. Temos um sexto sentido único que nos diz que algo está errado quando os outros ainda estão a pensar nas desculpas que nos vão dar. Impressionante como temos tantas emoções e conseguimos sentir tantas coisas diferentes, boas ou más, mas na hora de ter força somos mais fortes que rochedos!

E não sei se terá sido pela Eva ter sido a primeira a trincar a maçã e portanto foi o castigo o facto de todas nós termos algum sofrimento físico garantido uma vez por mês (claro que não se pode gerar vida sem ter contrapartidas!) e também a maior dor e alegria simultâneas que poderá acontecer ao ser humano – dar à luz.

Todos estes nossos poderes são únicos, e só temos que sentir orgulho por ser quem somos, e por sermos mulheres!

As Lutadoras, as sonhadoras, as criadoras.

As que cuidam de si e do que é seu, e fazem sacrifícios mas mesmo assim no final do dia ainda estão lá com um sorriso e a sua inteira presença.

As mulheres são as maiores e a sua união faz milagres, só têm que se julgar menos e aceitar mais. Seja qual for o nosso status, religião, cor de pele, idade ou conta bancária todas somos mulheres e isso vamos ter sempre em comum.

Já dizia a Beyoncé: "Who run the world? Girls!"

Merecemos o nosso respeito.

Futilidades, Banalidades e outras Verdades

Quero que este blog seja feliz e animado. 

Mas ao mesmo tempo sinto que este espaço tem que servir para despertar consciências, ou que mais não seja para expôr as minhas opiniões e sentimentos, numa forma livre sem ferir susceptibilidades. Ninguém é obrigado nem a ler nem a concordar.

 

Futilidades.

Tema que está na ordem do dia. E porquê este tema entre tantos outros mais felizes e interessantes?

Porque me faz confusão ver esta palavra presente em todos os aspectos da nossa sociedade nos dias de hoje.

Olhar para a evolução da espécie humana, e das sociedades modernas desenvolvidas e ver a palavra "Fútil" reflectida por todos os espelhos. E arrisco-me a dizer que a culpa não é totalmente nossa, pois como vai tudo acontecendo de forma tão gradual acabamos por não nos dar conta, e quando damos por nós, estamos totalmente absorvidos e emaranhados numa teia de futilidades.

Mas claro que como tudo na vida, há excepções. Nem todos somos as marionetas desta sociedade fútil. Há muitos sobreviventes que conseguem "transportar-se" até um lugar seguro, onde se escondem destas futilidades sem serem vistos. Mas estes são poucos. Talvez até se contem pelos dedos das mãos.

E a que me refiro quando falo em futilidades?

Na forma como as pessoas se julgam tão facilmente umas às outras nas redes sociais e no dia-a-dia em ambientes familiares e profissionais, sem dó nem piedade. 

Na altivez e superioridade que tanto se encontra por aí em muitas almas, achando nas mais diversas ocasiões que são melhores escritores, comentadores, jogadores, actores, cantores (e muitos outros "ores") que os restantes.

Exemplos práticos: o cliente que maltrata o empregado "só porque ele é empregado"; os empregadores que discriminam pessoas por estas serem diferentes dos padrões comuns de beleza/um pouco mais de peso/falta de experiência para a função em questão (mesmo que estas pessoas estejam cheias de dedicação e vontade de aprender, coisa que às vezes falta aos so-called experientes).

Ah e não esquecendo! Também nesta última classe dos empregadores: aqueles que deixam de te contratar por teres um ar jovem e por isso não "inspiras confiança" - tenho lá culpa de ter baby face!

Mas claro que isto não se resume à esfera profissional. A futilidade vai muuuuito além. Os exemplos mais básicos e mais recorrentes são aquelas atitudes e comportamentos super vazios do: "só me relaciono com X porque tem muitos amigos e conhecimentos" e "a minha popularidade e beleza é definida em função dos likes". Isto é que é aos molhes!! "Mas dás-te com o Y?? Ele não é fixe, só tem 10 gostos!" ou "Só vou sair se a Z for. Com ela não pagamos!".

 

E isto não é ficção. Isto acontece mesmo. E para estas pessoas este tipo de comportamento é tão normal que o que foge disso é que é anormal. Funny right?

Eu não sou nenhuma santa. Também tenho redes sociais, também gosto de ser elogiada e apreciada mas não me acho nem nunca acharei melhor que ninguém. Somos todos diferentes e todos especiais, cada um à nossa maneira. Para quê preocupar tanto com os outros, e com o que os outros pensam e vão pensar de nós? Todas estas coisas já fazem parte das nossas vidas, mas seria tão melhor se apenas ficassem só como uma parte em vez de dominarem o todo.

E é como digo, isto vai acontecendo de forma progressiva sem ninguém se dar realmente conta, porque são os exemplos que se vão recebendo do mundo, e o mundo está de pernas para o ar. 

A partir do momento em que pessoas famosas, que se tornaram famosas sem ter dado qualquer contributo para além da Futilidade, se tornam ídolos e exemplos a seguir, acho que temos um problema social grave. Acho que toda a gente precisa de um exemplo, de uma inspiração, só há que escolher aqueles que realmente tenham trazido algo de bom para além de estilo. De que vale uma embalagem bonita se depois não tem conteúdo?

 

Lanço a pergunta: qual é o prazer de comprar o perfume mais caro do mercado, se o frasco estiver vazio? 

 

Mas é bom saber que nem todos nos regemos por essas regras, e que ainda existe um bocadinho de humildade espalhada por aí. Que continue presente, e que possa ser cada vez mais despertada.

~

 

E pronto, são apenas futilidades, vaidades, banalidades e acima de tudo verdades.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub